Já pensou como será o piso e o revestimento interno de sua casa própria quando você realizar esse sonho? É muito importante saber combinar esses componentes para garantir a harmonização e o conforto do ambiente, já que isso torna o imóvel mais valorizado, funcional e agradável de residir.

Primeiro, é importante saber que os pisos são aplicados no chão, enquanto os revestimentos podem ser utilizados tanto no chão como nas paredes. Neste post, você vai encontrar as melhores dicas para fazer boas combinações entre os dois elementos, incluindo a mistura, materiais, cores, estampas, móveis e mais. Confira!

Utilize materiais diferentes

Quando se fala em combinação, até mesmo os materiais do piso e do revestimento podem ser diferentes. Alguns exemplos bastante utilizados são pedra e madeira: trata-se de materiais que trazem bastante contraste ao ambiente e o deixam mais atraente. Outro exemplo consiste em expor os tijolos à vista nas paredes, pintá-los de branco e deixar madeira laminada no chão.

Quem gosta de um ambiente sofisticado e minimalista pode utilizar um piso com mármore branco e deixar as paredes com tons mais escuros. A ideia consiste em não aplicar o mesmo material para não carregar demais o local e evitar uma sensação de sufocamento.

Mescle os tons das cores

À primeira vista, essa é uma dica bastante óbvia, mas os tons devem ser utilizados com cuidado. Por exemplo, na cozinha, é recomendável mesclar tons mais leves, como um bege de cor principal para o piso, com pastilhas mais escuras — como cinza —, que são usadas no revestimento. Pode ser difícil chegar a uma boa combinação usando apenas tons escuros ou apenas tons claros.

Considere os móveis do cômodo

Um detalhe bastante importante que pode passar despercebido durante o planejamento do piso e do revestimento interno são os móveis do cômodo. Recomendamos observar quais são os móveis que você já tem e imaginar quais cores, estampas e materiais que mais dariam certo com eles no mesmo ambiente.

Se você for fazer uma mudança completamente nova, que inclui a aquisição de novos móveis, então você terá ainda mais liberdade em suas escolhas.

Faça um mix de estampas

Para que o visual do ambiente não se torne muito cansativo com o tempo, você pode colocar texturas nas paredes e um piso liso ou vice-versa. Essa é uma tendência que traz um amplo leque de possibilidades, já que é possível usar papel de diversas estampas ou que simule diferentes materiais, pastilhas de vidro e até mesmo tintas com textura.

Você pode aplicar revestimentos de triângulos nas paredes e estampas quadradas nos pisos, por exemplo. Muita gente não usa essa estratégia, mas ela facilita a mudança do ambiente e é mais economicamente viável que trocar materiais.

Combine com seu estilo de vida

Por fim, você não pode ignorar o seu estilo de vida, sendo fundamental que a combinação também seja feita de acordo com o seu perfil e o de sua família. Se você tem um ou mais cães em casa, por exemplo, um revestimento claro no piso pode não ser a escolha mais adequada.

O mais importante é apostar naquilo que você acredite ser ideal para que sua casa seja mais confortável e agradável. Também é interessante simular as combinações do piso e revestimento interno para fazer a escolha certa.

Curtiu as nossas dicas? Siga a gente nas redes sociais e não perca nenhuma delas! Estamos no Facebook e Instagram!