Muita gente já vivenciou isto na hora de locar um imóvel: quase sempre encontramos dificuldades e passamos por certo constrangimento ao ter que pedir a algum conhecido ou familiar para que seja nosso fiador. Mas isso não precisa, necessariamente, ser um problema! Saiba que já é possível alugar sem fiador, utilizando outras modalidades de garantias locatícias.

Entre as opções mais comuns e vantajosas oferecidas pelas imobiliárias, estão o uso de caução, o seguro-fiança ou o título de capitalização. Quer saber como funcionam e quais os benefícios de cada uma dessas modalidades? Continue a leitura deste artigo!

Seguro fiança

Se você tem achado difícil encontrar algum familiar ou, até mesmo, um amigo que aceite ser seu fiador ou reúna todas as condições e exigências feitas pela imobiliária ou pelo proprietário para que seu cadastro seja efetuado, uma alternativa viável é o seguro fiança.

O seguro de fiança locatícia é uma das formas mais práticas e seguras de fazer o aluguel sem fiador e por isso vem crescendo muito nas relações de locação de imóveis. Ele pode ser usado para locações residenciais e não residenciais, com coberturas do aluguel e acessórios da locação.

Normalmente, o seguro-fiança é pago mensalmente junto com o aluguel e equivale aproximadamente a 15% do valor deste, variando conforme o perfil do cliente segundo análise da seguradora. Todo o processo é bem simples e ágil e a renovação anual é simplificada.

Além do mais, as seguradoras costumam oferecer alguns benefícios adicionais exclusivos para o inquilino. 

Título de capitalização

Outra modalidade oferecida pelas imobiliárias nos contratos sem fiador é o título de capitalização, que deve ser regido também por uma seguradora. Ele serve para garantir aluguel e acessórios da locação e poderá ser resgatado, com correção monetária, ao final do contrato, se não houver inadimplência nas obrigações contratuais do locatário.

O custo desse tipo de investimento costuma ser de aproximadamente 12 vezes o valor do aluguel, podendo ser negociado junto à imobiliária.

Além disso, há outras vantagens no uso dessa modalidade: no caso do título de capitalização, o locatário pode concorrer aos prêmios e demais benefícios oferecidos no plano, que prevê sorteios pela Loteria Federal.

Caução

Nesse caso, é feito o depósito de valor equivalente a três mensalidades do aluguel em uma conta poupança oficial. Se houver inadimplência ao fim do contrato, o dinheiro poderá ser usado no pagamento dos valores pendentes.

A vantagem para o locatário é que o dinheiro terá os rendimentos da poupança e, ao final, poderá ser recuperado, caso não precise ser utilizado. Todavia, não é muito utilizada no mercado, considerando que o seu valor, geralmente, é insuficiente para cobrir inadimplência do contrato e envolve uma certa burocracia. 

Já deu para perceber que não é preciso perder as esperanças de alugar sem fiador. O mercado apresenta boas alternativas se no seu caso não houver outra forma de oferecer garantia contra a inadimplência.

Está à procura de um imóvel para locação e quer ajuda para entender melhor como funcionam esses contratos? Converse com a Master RSM Imóveis!